Avaliação Da Influência Da Mobilidade Dentária Sobre O Diagnóstico, Características Clínicas E O Tratamento Periodontal: Estudo Retrospectivo

Título: AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DA MOBILIDADE DENTÁRIA SOBRE O DIAGNÓSTICO, CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS E O TRATAMENTO PERIODONTAL: ESTUDO RETROSPECTIVO
Data: 2006
Autor: Romeika Vasconcelos Neves
Orientador: Prof. Dr. Renato de Vasconcelos Alves
Coorientador: Profa. Dra. Estela Santos Gusmão
Resumo: O objetivo desta pesquisa foi avaliar a incidência dos diferentes graus de mobilidade dentária e sua relação com o diagnóstico, características clínicas e o tratamento periodontal. De um universo de 234 prontuários, foram selecionados 72, de pacientes de ambos os sexos, com diagnóstico de periodontite crônica de moderada a severa, que apresentaram 578 dentes com mobilidade. Após verificação e registro dos dados, verificou-se que o maior percentual foi de grau I, seguido do II e III; a raspagem e o alisamento radicular foram a modalidade de tratamento inicial-básica mais utilizada, independente do grau; o maior percentual de dentes com mobilidade apresentavam defeitos de furca; a terapia cirúrgica foi empregada nos dentes com mobilidade, independente do grau, e a ausência de dentes encontrava-se diretamente relacionada com a incidência da mobilidade, inclusive com aumento dos graus.