Comportamento Dos Tecidos Periodontais Frente A Superfícies Restauradas E Não Restauradas Em Pacientes Com Periodontite Crônica

Título: COMPORTAMENTO DOS TECIDOS PERIODONTAIS FRENTE A SUPERFÍCIES RESTAURADAS E NÃO RESTAURADAS EM PACIENTES COM PERIODONTITE CRÔNICA
Data: 2006
Autor: Lícia Maria Leite de Albuquerque Cunha
Orientador: Profa. Dra. Rosenês Lima dos Santos
Coorientador: Profa. Dra. Estela Santos Gusmão
Resumo: Um estudo transversal por amostragem e de revisão da literatura foi conduzido objetivando identificar o comportamento dos tecidos periodontais frente a superfícies restauradas e não restauradas em pacientes com periodontite crônica, observando a presença ou não de retenção de placa bacteriana, alterações clínicas nos tecidos periodontais e qualidade das restaurações, nos pacientes da clínica de Periodontia, na Escola de Aperfeiçoamento Profissional-EAP. Essa amostra foi realizada no estudo de 273 dentes, provenientes de pacientes da clínica de Especialização em Periodontia da EAP, que apresentava diagnóstico de periodontite crônica e continham um ou mais dentes restaurados. A presença da retenção da placa bacteriana foi realizada através do uso de corantes e classificadas de acordo com o Índice de Retenção e Extensão de Placa em Restaurações – IRPR, somados ao exame clínico de inspeção visual e preenchimento da ficha clínica. Concluiu-se que a presença de restaurações induz a ocorrência de maior número de alterações periodontais decorrentes da presença de placa bacteriana, quando comparados grupos com e sem restauração.