Relação De Dentes Mal Posicionados Com Os Tecidos Periodontais

Título: RELAÇÃO DE DENTES MAL POSICIONADOS COM OS TECIDOS PERIODONTAIS
Data: 2006
Autor: Roberlene Deschamps Coutinho de Queiroz
Orientador: Profa. Jacqueline Rodrigues de Oliveira
Coorientador: Profa. Dra. Estela Santos Gusmão
Resumo: Esta pesquisa avaliou 90 pacientes saudáveis sistemicamente, de ambos os sexos, com idade entre 15 a 69 anos, inscritos para tratamento periodontal em Centros Especializados e Clínicas Particulares, para identificar a presença de dentes mal posicionados e a presença de alterações patológicas nos tecidos periodontais. Os resultados mostraram que entre as mais variadas condições de dentes mal posicionados 86,7%, 52,2% e 48,9% apresentaram giroversão, apinhamento e molar inclinado mesialmente, respectivamente; 100% da amostra apresentaram sangramento à sondagem (gengivite), 67,8% recessão gengival, 54,4% hiperplasia gengival e 28,9% periodontite crônica; houve associação significante (P < 0,05), entre algumas situações de má posição dentária com a recessão gengival e entre a periodontite. Conclui-se que o mal posicionamento dentário é um fator dificultador para a higiene bucal, retendo o biofilme e como conseqüência propicia a doença periodontal.